Pages

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Cuidados com a pele no verão


Nesta estação uma boa dica é o uso de chapéus e roupas de algodão. É cientificamente comprovado que o algodão segura 90% das radiações enquanto que os tecidos sintéticos seguram apenas 70%. Também é importante se evitar e exposição ao sol nos horários de maior emissão de raios ultravioletas, entre as 10h e 16h no horário de verão. Outro objeto que tem uma extrema importância é o uso de óculos de sol. Eles têm uma função essencial que é a prevenção da catarata, além de o excesso de radiação ser lesivo para a córnea. 

O protetor solar deve ser aplicado meia hora antes da exposição, em todo o corpo, sem esquecer orelhas, nuca, pescoço e até os pés. Para garantir eficácia, ele deve ser reaplicado a cada mergulho ou a cada duas horas – isso garante que o suor não leve o protetor embora.

 Mas não é só quando houver exposição direta ao sol que você deve utilizar o protetor. Ele deve ser usado diariamente, mesmo nos dias nublados, com FPS 15, no mínimo, nas regiões que ficam mais expostas ao sol (rosto, pescoço, colo, braços e mãos). Seu uso contínuo retarda o envelhecimento da pele, prevenindo manchas e rugas.

O número do FPS é essencial. FPS significa fator de proteção solar e indica a quantidade de tempo que você pode expor-se ao sol sem queimar se comprado à exposição sem proteção alguma. Um FPS 15, por exemplo, permite que você fique 15 vezes mais tempo no sol sem se queimar. Para exposição solar intensa, na praia, por exemplo, as pessoas de pele mais morena devem usar um protetor de FPS 30 e as de pele mais branca um FPS 60. “A partir desse número – há disponíveis produtos com FPS até 100 -, a escolha deve ser quando há indicação de um especialista, pois geralmente são mais caros e não oferecem benefícios maiores para determinado paciente”.

Tome sol de preferência em horários em que seja menor a intensidade dos raios solares, ao tomar sol, mude de posição frequentemente, e não é aconselhável a utilização de produtos como perfumes ou outros produtos não específicos, como receitas para descoloração dos pêlos. Eles devem ser evitados pois, em geral, promovem queimaduras e podem aumentar os casos de alergia, além de não protegerem contra os efeitos das radiações solares;

 O mormaço também ocasiona queimaduras. A brisa, por oferecer uma sensação refrescante, pode levar a pessoa a esquecer os efeitos nocivos do sol; A eficiência de um protetor solar está relacionada diretamente a sua utilização correta, ou seja, o usuário deve estar atento às instruções da embalagem quanto ao tempo de reaplicação do produto, levando em consideração fatores como a transpiração e o contato direto da pele com qualquer superfície que propicie a remoção do produto.